Instrução Normativa nº 3, de 8 de setembro de 2009.

Dever de casa de quem quer fazer reflorestamento com fins lucrativos: ler isso aí até decorar tudo que for importante: INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 8 DE SETEMBRO DE 2009

Vamos comentando juntos sobre essa Instrução nesse tópico para depois termos uma referência na internet de como deve ser feito. Os advogados/reflorestadores fiquem a vontade para comentar aquilo que parecer difícil de entender.

Abraço a todos!




41 thoughts on “Instrução Normativa nº 3, de 8 de setembro de 2009.

  1. Pessoal, quando fiz meu reflorestamente tive que fazer um projeto que foi registrado no IBAMA, antes mesmo de eu plantar. Fiz essa documentação enquanto as mudas cresciam no viveiro. Me lembro que na epoca tive que fazer uma serie de documentos, como croqui na propriedade, croqui da area a ser plantanda, registro no IBAMA. recolhimento de alguma taxas, tudo isso feito por um agronomo. Será que com essa nova lei eu estou protegido ou tem alguma alteração em que tenha que me adequar? Alguem se habilita a respoder?
    Abraço

  2. Olá, José Renato.

    Creio que você está bem resguardado. A lei inclusive foca mais na questão de declaração no corte do que do projeto inicial em si.

    Eu estou buscando a projeto já definito e aprovado desde o início pelos órgãos compententes para que depois não haja brechas de interpretações.

    Creio que você está bem com sua documentação.

    Precisamos de advogados/reflorestadores…. cadê vocês?

    : )

    Abraço e continue conosco!

  3. ola guilherme. tambem gostaria de te perguntar quais medidas voce colheu com o mogno brasileiro?
    com quanto tempo eles alcançaram que altura, etc.
    se puder por favor me passar ficarei grato, para comparar com o meu!
    obrigado, João Gabriel

    mognobrasil.blogspot.com

  4. Pessoal,

    sei que o que não é exatamente sobre o tópico, mas encontrei um artigo muito interessante (publicado há pouco tempo na revista “Dinheiro Rural”).
    Ele diz sobre as vantagens do mogno africano sobre o brasileiro.
    Tem uma informação de que o africano é resistente a uma doença que divide o tronco ao meio, reduzindo o valor comercial da tora – doença que ocorre no mogno brasileiro.
    Acho que vale a pena conferir:

    http://www.terra.com.br/revistadinheirorural/edicoes/64/artigo161745-1.htm

    O que vocês acham? Essa doença só ocorre na região amazônica ou também na área de cerrado/mata atlântica?

    Um forte abraço a todos.

  5. Olá, João Gabriel.

    Cara, nosso plantio irrigado aqui está bastante heterogêneo. Tem mudas menores (pois demorei a plantá-las, frente as primeiras) e tem mudas que sofreram algum ataque de formiga (o que ocasionou lentidão na reposição das folhas e isso as deixaram baixas, frente àquelas de mesma idade). Nosso plantio está no segundo ano já e tem Mogno Brasileiro de mais de 3 metros e tem pequenos ainda, de 60 cm. Cedro Australiano está da mesma forma. Os Guanandis estão mais homogêneos, com 1 metro e pouco de altura em média.

    Como estão os seus?

    Parabéns pelo seu blog, companheiro!

    Abração!

  6. Olá, Ewerton.

    Ele está citando a broca, que acaba com o ápice da planta, dando uma galhada horrível, deixando a madeira desvalorizada (o tronco não fica reto o que torna a árvore rentável).

    Todo investimento tem risco, plantio de mogno brasileiro não seria diferente. O mogno africano parece não ter esse problema com essa larva, mas vai saber se não tem outro (que inclusive pode estar por vir). Outro fator que pesa um bocado é o preço da semente de mogno africano: extremamente cara!

    Mas te falo que tinha vontade de fazer um plantio bacana de mogno africano também viu… quem sabe um dia ainda fazemos aqui.

    Abração e sucesso! Valeu a dica da ótima reportagem!!!

  7. Guilherme,

    realmente, o preço das sementes de mogno africano enfraquece a amizade. O quilo custa R$ 4.000,00.
    Talvez valha mais a pena investir em opções mais baratas.
    Só a título de curiosidade… Vcs sabem fazer clonagem de mudas? Isso, segundo a reportagem, diminui o custo das mudas…
    Falows então…

    Ewerton

  8. guilherme as minhas esrao novinhas, plantadas em fevereiro, e no final do ano vou plantas mais, so que irrigado por microaspersao. me manse um email depois, consegui o telefone do antonio serrati, estou pensando em visitar a fazenda deles em pirapora … deve ser um show! abraços

  9. Olá, amigos! Fico feliz em saber que a plantação de vocês está prosperando e que podem vê-la crescer como uma criança.

    Então: chegou a minha vez, agora é hora de comprar um sítio para começar o reflorestamento. Há algumas boas ofertas (bons sítios por menos de mil reais o hectare) perto da minha cidade, Belém do Pará – não se preocupem, este pedaço do estado (perto da capital) é tranquilo, bem diferente daquilo que aparece de Marabá ou Anapu.

    Não tenho trator e gostaria de várias dicas de vocês sobre como proceder na escolha da terra com vistas à silvicultura. Já li várias coisas, já fiz mudas e plantei em quintal, agora quero aplicar em larga escala.

    Pretendia instalar uma monocultura de 500 mognos por hectare, mas infelizmente a broca não deixa – li que o aconselhável é consorciar com outras espécies e manter no máximo 100 mognos por hectare, está certo? Li sobre outras madeiras nobres para consorciar, como jacareúba (guanandi), coração-de-negro, freijó, macacaúba, violeta, muiracatiara, enfim.

    Que dizem? Obrigado.

  10. OLA Guilherme.
    Estou com mudas prontas para plantar 1 hc, porem nao consegui ate o momento os passos para fazer o projeto e seguir corretamente a legislação para que na epoca do corte eu nao tenha problemas. Não conseguir visualizar a INSTRUÇÃO NORMATIVA N 03 DE 08 DE SETEMBRO DE 2009. Jrocurei o responsavel do IEF da minha cidade e não souberam me orientar.
    Peço por favor uma orientação, pois eu tenho que colocar minhas mudas na terra.
    Também quero parabenizar vocês, pois foi atraves do seu Blog que adquirir muitas informações para fazer minhas mudas.
    aguardo retorno o mais rápido que voce puder me responder.

  11. é permitido plantar mogno do brasil para corte?
    é permitido plantar arvores para comercialização em areas de reserva legal ou de preservação?

  12. Olá Guilherme, sou de São Carlos e tenho uma empresa de Paisagísmo e reflorestamento e faço trabalhos de reflorestamento e atualmente possuo mudas de mogno brasileiro e teca. Estou iniciando um plantio em uma área da fazenda e gostaría de saber qual o espaçamento devo utilizar. Não pretendo fazer consociação com outra espécie para aproveitar melhor a área. Nesse caso, será que terei problemas com a broca do ponteiro ou posso controlar com praticas fisicas e químicas. Parabéns pelo Blog, estou aprendendo bastante com as discussões.Caio

  13. Olá, Alan.

    Companheiro, fizemos nosso plantio com Mogno Brasileiro, Cedro Australiano e Guanandi. Foi 1 hectare de 25 filas por 25 filas, ou seja, 625 mudas nessa área. As 3 primeiras filas foram Guanadina, as seguintes variaram entre Mogno Brasileiro – Cedro Australiano, até chegar ao fim das 25 filas.

    Não tivemos sequer 1 problema com a broca.

    Agora, uma coisa é preciso analisar: a região. Será que aí não tem maior incidência disso? É preciso avaliar isso com calma, checar com técnicos da sua área e ver se é viável.

    Eu faria isso.

    Espero ter sido útil…

    Abração e continue conosco!

  14. Boa tarde, estou plantando 01 hectare de mogno brasileiro em Presidente Olegário/MG, a cerca da da nota instrutiva 03/2009, qual é o órgão competente para eu registrar a plantação. IMA, IEF, IBAMA. Alguém sabe me responder? Desde já agradeço.

  15. guilherme, me mande um email se possivel, quero te contar sobre meu novo projeto para o mogno brasileiro.. já adiantando um pouco serão 80 hc de mogno sem irrigação plantados em 15×15, no meio do pasto. e ficará baratissimo plantar, te conto tudo no email, abraços.

  16. Esse ano eu fiz um reflorestamento de 4.000 mudas de mogno, teca e paricá, pois tenho 400 metros cúbicos de madeira de lei e reflorestei para ganhar creditos e legalizar essa madeira para poder vender, essa madeira é dos 20 porcentos que podemos desmatar todo ano, assentamento, eu queria saber quantos creditos eu vou ganhar com essa quantidade de mudas e se eu preciso repôr as mudas que morreram???

    aguardo resposta..

    obrigado!!

  17. Boa tarde, prezados!

    Gostaria de parabenizá-los pelo blog e aproveitar para perguntar se vocês têm conhecimento/experiência sobre o consórcio do mogno brasileiro com lavoura de café, pois estou prestes a implantar um projeto deste tipo em uma área de 1 ha.

    Abraço a todos

    Lourival Oliveira
    Batatais/sp

  18. Gostaria de saber se posso plantar mogno na minha chácara e depois comercializá-lo? Onde devo pedir autorização para plantar e depois retirar?

    Grato

    Geraldo

  19. Olá, Guilherme,

    Parabens pelo blog, ideia realmente brilhante essa divulgação de conhecimento.

    Vc comentou “Eu estou buscando a projeto já definito e aprovado desde o início pelos órgãos compententes para que depois não haja brechas de interpretações.”, conseguiu esse projeto?
    Eng Agronomo é que irá assinar?
    Estou precisando muito desse projeto,
    A sementes caiçaras fazem esse serviço (projeto) vc chegou a cotar?

    tenho uma pequena propriedade em Vazante – MG,vi uma pessoa aqui da munha região SR.Heuser,gostaria do contato se possivel.

    Atenciosamente

    Rodolfo

  20. Prezados, bom dia.

    Plantei, em dezembro, 5500 árvores de mogno brasileiro. Gostaria de saber o que é preciso para legalizar este plantio, para poder cortá-la, o futuro, sem nenhum problema. O platio fica em Aparecida do Taboado/MS.
    Abraços

    Paulo

  21. ola amigos, eu plantei aprocimadamente 6000 mudas de mogno entre elas umas 1500 mogno Brasileiro o cayaivorence acredito que esta com um bom desevolvimento tem arvore 3.5 mt altura e 10 cm adp ja o mogno Brasileiro alen de ser mais lento apareceu alguns com a tal broca,claro que cortei e matei a lagarta com muita furia, o cedro australiano que plantei consociado mao esta indo bem, este plantio esta com irrigacao de gotejamento, voce poderia mim dizer qual adubo mais adequado e quantidade para este tipo de plantio grato carlos

  22. Senhores
    e quanto ao nosso velho e querido mogno brasileiro, vc´s tem informaçôes em relação ao plantio e cultivo? sabem me dizer se é rentavel? e quanto a parte burocrática sabem me dizer como devo proceder para não ter surpresas no futuro?
    abraços

  23. Boa noite,comprei 70 mudas de mogno e gostaria de saber como faço para registra-las.Será que vocês podem me ajudar?Abraços

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *