Tomate entre as espécies de árvores e crescimento das mudas!

E foi Tomate mesmo o escolhido para ser plantado, inicialmente, entre o Mogno Brasileiro, Guanandi e Cedro Australiano. Será um teste inicial.

Eu e Gustavo tínhamos pensando em várias possibilidades de plantio há algum tempo atrás, mas Gabriel já chegou querendo plantar Tomate mesmo entre as espécies de árvores plantadas. E já chegou também trazendo sementes de uns Tomates que ele anda trabalhando na tese de Doutorado dele de Lavras (UFLA-MG) sobre melhoramento genético.

 


Os pés de tomate já estão ótimos e com uma evolução muito boa. Não tem um pingo de remédio sobre eles, ou seja, é ficar maduro e comer sem problemas! Se essa idéia vingar mesmo, iremos pensar na venda para lojas de produtos orgânicos aqui de Belo Horizonte… Mas isso são apenas idéias (ainda).

Abaixo segue algumas fotos do plantio de Tomate entre o Mogno Brasileiro. Esse verde mais intenso, rasteiro, é capim querendo se animar com as últimas chuvas. Teremos que fazer manutenção disso, se necessário:

Plantio de Tomate entre as espécies de árvores.

Gabriel estaquiou o plantio de Tomate com bambú:

Tomates e Mogno Brasileiro

Daqui alguns dias devemos já colher alguns tomates. Assim que isso acontecer, informamos sobre a qualidade deles. Se alguma praga acometer também, comento aqui no Blog num próximo artigo.

Enquanto isso, as espécies de árvores estão crescendo muito bem. Dêem uma olhada no maior exemplar que temos no nosso plantio:

Altura do nosso maior pé de Mogno Brasileiro até então...

Eu tenho uns 1,75m de altura. Esse Mogno Brasileiro aí está com seus 1,65m (contando com o tempo de muda no saquinho, tem no total 1 ano e 3 meses aproximadamente). O crescimento está bom. Tirei outras fotos que ilustram melhor o incremento de madeira que anda tendo (caule ainda bem novo, claro), mas que já demonstra bem a evolução. Se visualizarem aí alguns artigos anteriores perceberão que o incremento está ótimo!

Caule um pouco mais grosso que a mangueira de gotejamento agora.

Irei demonstrar no próximo artigo como estão boas as ponteiras das mudas plantadas. Por enquanto (graças a Deus) nenhum sinal de pragas que possam vir a atrapalhar nossos cronogramas.

Caso mudemos de idéia sobre o que plantar entre as espécies de árvores também, informamos a vocês aqui e explicamos o porquê de escolhermos outra opção.

Abraço a todos e obrigado pelos e-mails que temos recebido de elogios. Nosso trabalho é feito com a ajuda de todos, por isso não deixem de contribuir também com o relato de vocês!

14 thoughts on “Tomate entre as espécies de árvores e crescimento das mudas!

  1. Prezados,

    O desenvolvimento desta árvore parece que está indo muito bem, vocês estão de parabens.
    Vocês plantaram 1 hectare com várias espécies, pretendem plantar mais área? Vemos muitas notícias sobre o valor de mogno, mas qual é o valor real do m3 do mogno e em quanto tempo conseguimos cortá-lo. Irei plantar as minhas mudas de mogno no final deste mês e sempre acompanho o seu blog. Se souber e puder responder as minhas dúvidas eu agradeço.

    Marco Costa

  2. Olá, Marco.

    Obrigado!

    Estamos sim, Marco, inclusive isso foi tema da nossa última andança pela fazenda. Temos uma área maior, em torno de 5 ha para essa finalidade, e estamos querendo mexer com ela também. Não definimos muita coisa ainda sobre isso, mas tem grande chance de aumentarmos sim nosso plantio.

    Será praticamente o mesmo projeto, concebido de forma análoga.

    Com relação a preço per metro cúbico, já escutei variações aí de R$ 2.500,00 até R$ 3.500,00. Mas isso tudo pode ser especulação. É preciso muito tempo para se chegar a época de corte da madeira e até lá muita “água já passou debaixo da ponte”, ou seja, pode ser que melhore inclusive (ou não!). O que temos que fazer é tentar minimizar gastos e maximizar a qualidade do plantio, tentando agilizar o corte.

    Frase bonita essa última, mas difícil de fazer!

    Marco, estamos aí pra ajudar no que for possível. Fique a vontade para perguntar e não deixe de contar suas evoluções também, quando tiver!

    Abração!

  3. Olá prezados, boa tarde!

    Primeiramente gostaria de parabenizar pela montagem do blog, que é uma excelente fonte de informações e troca de experiencias!

    Bem, comecei minhas pesquisas sobre o mogno recentemente, por isto encontro-me ainda meio sem norte e com muitas dúvidas… mas pelo que já pude observar parece ser um projeto muito interessante.

    Para evitar problemas futuros com os órgãos de fiscalização, gostaria de saber como faço para ter acesso sobre a legislação pertinente para o cultivo e corte de mogno.

    Moro em Belo Horizonte, e por motivos de acesso e contatos penso em plantar na cidade de Jaboticatubas/MG (região metropolitana de B.H), isto se o clima e o solo forem favoráveis é claro, esta é uma outra dúvida que tenho, como faço para saber se o clima e o tipo de solo da região são favoráveis para o cultivo do mogno? Quais os demais fatores tenho de observar, que seja em Jaboticatubas ou onde quer que seja….???

    Ah, estive recentemente em Jequitiba, quando liberaram a pesca na lagoa… é uma cidade muito gostosa de se visitar!

    Antecipadamente agradeço a atenção

    Um grande abraços a todos!!!

  4. Boa tarde
    Está ficando bastante interessante o plantio de vocês…parabéns.
    Bom, como eu já havia dito anteriormente, eu tenho um reflorestamento de mogno que neste ano ira completar 10 anos de idade e estou devendo as fotos…mas prometo que hj mesmo irei tirar algumas pra mandar pra vcs.
    Estou pensando seriamente em plantar um pouco mais de mogno…ainda mais depois de saber que tenho como controlar a borboleta (lazarenta) da broca.
    Um grande abraço

  5. Bom dia José Renato e todos.
    Tenho plantado uns 110 mudas de Mogno e 500 de cedro Brasileiro(onde apareceram algumas lagartas). Voce disse que tem como controlar a borboleta, ou lagarta da “Broca do Mogno” Como seria este controle!
    Estou preparando mais umas 5000 mudas de Mogno, Cedro Australiano e Neen, mas temos que tomar muito cuidado com a Hypspyla.
    O que tenho feito é pulverizar com óleo de Neen algumas vezes. No MOgno parece que nao apareceu a lagarta.
    Muito obrigado
    cassio

  6. Ola gostei muito dessa plantaçao de vcs !!
    parabens mesmo!!
    gostaria de saber,c vcs proprios plantaran suas mudas ou compraran??
    sai mais em conta produzi-las ne verdade vc poderia me dizer onde comprar aquelas sementeiras para plantar as sementes e tbm onde encontar sementes de boa qualidade obrigado e parabens
    Fabricyo..
    Gurupi – TO

  7. Bom dia ,plantamos tomates em casa e ja estao dando frutos,porem eles estao apodrecendo de um dia para outro e caindo ,pode me ajudar com algum conselho estamos em New Orleans comecando o verao

    Desde ja Obrigada luiza

  8. Olá, Fabricyo.

    O plantio é nosso mesmo, inclusive as mudas fomos nós que fizemos (vide primeiros artigos do blog).

    Sai mais em conta produzi-las, desde que saiba fazer (não é tão difícil assim!) e tenha gente que cuide delas (adubos e irrigação). Tendo isso por certo sai mais barato.

    Agora, caso não tenha, comprá-las é algo extremamente prático também, pois já as recebe prontas para o plantio, no tamanho que quiser (confirme sua necessidade do projeto de plantio).

    Sementes, tenho comprado sempre na Sementes Caiçara: (www.sementescaicara.com.br). Procure o Willian (sementescaicara@hotmail.com) e diga que foi indigação do Guilherme, do Blog Mogno Brasileiro.

    Estou vendendo mudas nesse ano, mas para entregar na sua região pode ser algo custoso, em função do frete. Não sei onde comprar aí na sua região.

    Obrigado pelos elogios!

    Abração!

  9. Olá, Luiza Soares.

    Poxa, eu não tenho mesmo conhecimentos sobre Tomates (aliás, tenho conhecimentos mesmo em computadores, pois sou formado em ciência da computação). Quem conhece de plantio aqui são meus irmãos e eu sou apenas um bom aprendiz.

    : )

    Procure um técnico aí, Luiza, para te orientar melhor, eu sugiro.

    Abraço e sucesso aí com seus tomates!

  10. Primeiramente desejo muito sucesso para o Grupo G3.

    Não ficamos surpreso em saber que vocês… jovens biólogos, cientistas da computação e engenheiros agrônomos estão fazendo a sua parte.
    Preocupado com o futuro do planeta e com o bem estar da minha família, dos amigos e de modo geral da humanidade, vimos tentando fazer a nossa parte, plantando mudas frutíferas de limão, mimosa, laranja, caqui, mamão, pessego, cereja, pitanga, jabuticaba, araça e até café. Também nos últimos 03 anos estamos plantando, minha esposa e eu, sementes de pinheiro no quintal de nossa casa aqui em Curitiba. Por onde eu viajo, encontrando pinhão, separo os mais bonitos e viçosos e planto. Quando as mudas estão com 40cm eu transfiro para o plantio definitivo primeiramente nas divisas de uma chácara denominada Casarão da Serra, parte do Espólio da Fazenda Floresta na região de Irati.
    Nessa chácara também plantamos 600 mudas de Pinus e 200 mudas de eucalípto numa das divisas da chácara, que por incrível que possa parecer, todas sem exceção estão crescendo e estão hoje com 4 anos.
    Minha filha Thayzi é Bióloga e como tal nunca concordou com o plantio destas árvores, sempre afirmando que são invasoras e outras críticas mais.
    Convencido que ela está certa nestes últimos dias adquiri 400 sementes de Guanandi e agora neste final de semana iniciaremos o preparo da terra para o efetivo plantio.
    Neste momento estamos estudando a melhor maneira de quebrar a dormência das mesmas e agilizar a germinação. Lendo os textos de vocês ficamos interessados em plantar também o Mogno Brasileiro e o Cedro Australiano.
    Pretendemos plantar numa pequena área em torno de umas 600 mudas, sendo o guanandi, o pinheiro, o cedro, o mogno, tudo numa mesma área, misturado.
    Vamos esperar um pouco mais até as árvores de Pinus estiverem prontas para corte e aproveitá-las para uso em quiosques que pretendemos construir num futuro próximo.
    Nosso filho Thiago vive na Bolivia, em Santa Cruz de La Sierra já há cinco anos e como êle sempre diz quando nos despedimos, quer seja via eletrônica ou telefônica…

    QUE TE VALHA BIEN.

    QUE DIOS BENDIGA SUS CAMINOS.

  11. Certo estão vocês e seu filho no que disse! Concordamos!

    Obrigado pelos elogios, Artur. G3 foi bacana!..ahuuahhua Morremos de rir aqui.

    : )

    Bacana demais o que faz na sua chácara! Parabéns!! Acho que estamos fazendo certo sim e quem dera se todos os proprietários de terra não pensassem apenas na monocultura ou atividades de pecuária evasivas e devastadoras. Tem que diversificar mesmo. Fazer de tudo um pouco (ou de tudo muito, desde que não seja viável, tanto pra natureza quanto pro nosso bolso).

    Sorte nos seus plantios!

    Abração!!!

  12. Ao TRIO PARADA DURA;
    Parabéns pelo blog, pela iniciativa. Pretendo copiá-lo na produção de mogno brasileiro. Irei “queimar as pestanas” lendo tudo sobre o assunto, lendo o blog de vcs diariamente e tudo o que + tiver que fazer. Irei produzir as mudas ( em quanto tempo estarão prontas para o plantio definitivo?), e plantar 02 hectares de mogno brasileiro e cedro.
    Tenho 22 hectares numa propriedade a 50 quilometros de Recife-PE. àrea virgem, terra fértil, o escambau… vou comprar as sementes e colaborar – dentro do possível – com as minhas experiências e erros.
    Um abraço,
    LAURO SOUSA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *