Terreno arado e gradiado: finalizando os detalhes antes do plantio

Os dois últimos finais de semana foram bastante evolutivos.

Nesse tipo de projeto não tem jeito: é preciso esperar boa parte do tempo sem fazer nada, praticamente, só olhando para as mudas e pedido para Deus ajudar. A gente faz algumas adubações foliares de vez enquando, mas não é um trabalho tão difícil e também não se vê grande evolução no projeto como um todo nesse tipo de serviço (apesar das folhas ficarem verdinhas e a planta mais vigorosa!)

 


Então, agora é hora de mãos a obra mais uma vez (última vez que ralamos pra caramba foi quando plantamos) e fazer a coisa certa para que a qualidade das mudas obtidas dê continuidade na terra preparada. Uma série de recursos também foram preparados para que as mudas não sofram com a falta de água, mesmo que na nossa região (Jequitibá-MG) não tenha tanta falta de chuva.

Bom, baseado naquilo que foi comentado no último artigo, mostramos aqui o que foi implementado finalmente no projeto. Detalhe importante: a área que será plantada teve alterações nas dimensões. Agora, a área do terreno acaba exatamente na linha onde foi feito o reservatório formando assim uma área retangular. Isso dará a possibilidade para o plantio de 625 mudas (100m x 100m em espaçamentos de 4m x 4m). Veja como ficou o terreno já arado e gradiado (2 vezes).

Fazer esse reservatório foi uma novela. Primeiro, esperamos por trator 2 vezes em 2 finais de semana diferentes. Uma retro-escavadeira de Baldim, cidade próxima a Jequitibá e uma pá carregadeira de Jequitibá (essa foi a pior, porque o cara enrolou mesmo e não deu a mínima satisfação). Ao final, o que já tínhamos planejado no início foi feito: 4 pessoas juntaram de 6:20 da manhã até 18 horas, com 1 hora de almoço num sábado e furaram o reservatório. Tiveram sorte: não encontraram cascalho em momento algum nem raízes maiores.

O reservatório tem as seguintes medidas: 4 m de comprimento, 2,5 m de profundidade e 2 m largura. São 20 m3 de água, ou seja, 20.000 litros de água. Uma lona de piscicultura de 12m x 8m foi comprada para forrar o reservatório. Para cobrir, sombrite 5m x 4m.

Reservatório Coberto com Sombrite

O sistema de irrigação tem uma adutora principal e 25 secundárias. Nas secundárias ficam os aspersores fixados que irrigam as mudas, num raio pequeno. São 25 mudas por linhas. Essa linhas secundárias são alimentadas por uma principal, que sai da bomba. A bomba puxa a água do cano azul, mostrado na figura acima. Essa bomba tem 1cv e pode ter opção de instalação automatizada, mas não optamos por essa automatização. (não é cara!). Para encher o tanque, as 2 carneiras hidráulicas mostradas no artigo anterior trabalham.

Veja como ficou a instalação da bomba, ao lado do reservatório:

Bomba instalada

Fizemos uma casinha bacana para a bomba, para protegê-la de chuva. Percebam a adutora principal saindo da bomba. Ela alimenta as secundárias.

A lista de componentes para montar a irrigação foi a seguinte:

  • Sucção (R$161,00)
  1. Válvula de pé de 2″;
  2. Adaptador de Mangote de 2″;
  3. Abraçadeira de 2″;
  4. Mangote de 2″;
  5. Adaptador Excêntrico 1″x2″.
  • Unidade de bombeamento (R$984,50)
  1. Motobomba Schneider BC 91 SK 1,0 cv;
  2. Chave de partida 1,0 cv;
  3. Bicha de redução 3/4″ x 1″;
  4. Curva com bujão 3/4″ x 1″;
  5. Registro de esfera 1″;
  6. Niple 1″;
  7. União 1″;
  8. Adaptador 32 mm x 1″;
  9. Curva 90º 32mm;
  10. Adaptador 32mm x 1″(QJ);
  11. Tampão 32mm (QJ);
  12. Filtro.
  • Adutoras (R$ 2.071,75)
  1. Tubo PEMD 32mm;
  2. Conectot inicial 13mm;
  3. Fim de linha 13mm;
  4. Tubo PELBD 13mm;
  5. Botão gotejador;
  6. Fertirrigação.

O valor total da compra para a irrigação (negociado a vista) foi de R$ 3.217,25. Orçamento e compra feito em Lavras-MG. Essa configuração é para uma área média de 10.000 metros quadrados.

Instalamos 5 adutoras secundárias ainda no último domingo, mas estávamos muito cansados então não acabamos de instalar as 20 restantes. Deixamos esse serviço para o Dinho, nosso empregado, finalizar nessa semana.

No próximo final de semana, esperamos ver as adutoras prontas. Feito isso e testado o sistema de irrigação, plantamos as mudas!

Mostramos os detalhes disso na próxima semana.

Abraço a todos e qualquer dúvida, fiquem a vontade para perguntar.

12 thoughts on “Terreno arado e gradiado: finalizando os detalhes antes do plantio

  1. Boa tarde, ótima iniciativa descrever os material utilizados na contrução do sistema de irrigação. Gostaria de ver uma imagem de quando todo o sistema estiver concluido, para eu ter uma melhor noção do espaço utilizado.

  2. Guilherme,

    Primeiramente, parabéns pela bela plantação!
    Uma dúvida:
    O Tubo PELBD 13mm você usou para as adutoras secundárias? E o PEMD 32mm para a principal?
    Existe um equipamento especial para instalar os gotejadores nos tubos?
    Vou fazer isso no meu pomar mas ainda estou na fase de planejamento.

    Obrigado!

  3. Olá, André.

    Exatamente. O Tubo PELBD 13mm para as secundárias e o PEMD 32mm para a primária.

    Existe um furador especial para os aspersores. Não sei o nome… Ele é muito bom porque abre um buraquinho que é certinho para os aspersores.

    Boa sorte no seu plantio no seu pomar!!!

    Abraço e continue conosco!

  4. Bem,

    inicialmente, e copiando o pessoal que fez os demais comentários, parabéns pela iniciativa. Achei muito interessante o site.
    Descobri o sítio de vocês enquanto procurava por informações para iniciar o plantio de mogno.
    Então.. apresentações à parte, como tenho pesquisado bastante, encontrei alguns dados sobre a plantação de mogno africano também… Há uma reportagem que foi publicada na revista “Dinheiro Rural” bem interessante e esclarecedora sobre o assunto. Gostaria de compartilhar com vocês:

    http://www.terra.com.br/revistadinheirorural/edicoes/64/artigo161745-1.htm

    De qualquer forma, será que alguém pode me dizer quais devem ser os primeiros passos para alguém que deseja iniciar na plantação irrigada de mogno?
    A exemplo de vocês, eu também não sou formado na área (sou engenheiro eletricista). Então, já viu, né…

  5. Alex,
    Descobri seu site e estive lendo os artigos e achei muito interessante o seu desprendimento e suas informações.
    Adquiri recentente um hectare de terra e estou iniciando pesquisa para plantio do mogno Africano.
    Os passos são:
    Fazer as mudas em viveiro, colocando sombrite,
    Arar o terreno, gradiar, adubar, após 4 meses fazer o plantio 4 x 2 colocando gotejamento duas vezes ao dia.
    Obs: Tenho que fazer combates as formigas.
    Tem alguma coisa que ainda não captei, por favor me oriente.
    Grato,
    Atenciosamente,
    Leda
    leda375@gmail.com

  6. Olá, Leda.

    Bom, caso esteja enviando para mim, meu nome é Guilherme e não Alex.

    : )

    Seus passos estão corretos, mas bastante superficiais. Existem detalhes em todos eles que precisam ser bem feitos. Procure aqui no Blog e verá muita informação sobre isso.

    Com relação às formigas cortadeiras: uma vez escolhido o terreno, comece desde já o combate. Existem formas variadas de combate, mas a mais utilizada são as iscas granuladas. Eu costumo usar o Mirex mesmo (custa em torno de R$ 4,50 um saco com 10 saquinhos pequenos).

    Combate às formigas é cansativo, frequente e não pode vacilar. Elas não brincam em serviço! Analise a área em torno do terreno a ser plantado também.

    Sucesso para você!

    Abraço e continue conosco!

  7. Boa Noite, gostaria de parabenizar pelo site e queria saber mais informações sobre a plantação de mogno no sul do País, gostaria de receber por e’mail essa informações, ele consegue se adaptar
    no clima frio do sul?

    Desde de já agradeço pela informações.

    jairdacunha@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *