Viveiro de bambu: o pontapé inicial.

Tudo começa de um sonho e necessidade, basicamente. Sentimos que se ficarmos parados não adianta. Então vamos construir viveiros artesanais (de bambu e materiais dos mais baratos e, nem por isso, de baixa qualidade) e plantar da forma mais enxuta possível. Vamos escrever sobre nossa evolução, semanalmente.

Vale a pena ficar parado sem contribuir?

Temos certeza que não. Sabemos que o caminho é longo. Podemos fazer nossa parte ajudando a Natureza (produzindo e plantando mudas de árvores nativas) e, conseqüentemente, ajudando nossos bolsos. Vai demorar … mas… azar! A gente espera.

Como começar tudo isso? De sonho e necessidade, já foi respondido. Como colocar tudo isso na prática? Não sabemos… Mas vamos aprender e contar tudo por aqui. Tem jeito!

O importante não é quem vende mais, mas sim que preserva e repoe mais. Mesmo que a reposição seja feita para aqueles que retiraram indevidamente a madeira da natureza, seja da Amazônia ou Mata Atlântica. Vamos repor sem perguntar quem errou, quem $ganhou$. Esperamos que a venda no futuro seja apenas fruto do bom ato realizado, pois será legal.

Abraço a todos.

2 thoughts on “Viveiro de bambu: o pontapé inicial.

  1. Tenho interesse em plantar mogno brasileiro e já venho lendo e acompanhando alguns artigos . Se possivel, envie fotos e dados de sua experiencia no plantio.

    Grato

    Wilel

  2. Boa noite, Wilel.

    Estamos começando agora o plantio das mudas. Para ser sincero, estamos aprendendo por agora. Meus irmãos têm conhecimento na área e montaram o projeto. Nosso viveiro é de bambu e estamos gastando o menos possível.

    No meu próximo artigo, vou mostrar algumas fotos do local que a gente está trabalhando. Quero mostrar também um esquema de como foi feito o viveiro, inclusive com medidas.

    Abraço e tenha um ótimo final de semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *